segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Axl Logan - 42 - Descobertas


Essa é a história de um Sim chamado Axl Logan. Acompanhe!

Dica: para uma melhor visualização (zoom), segure Ctrl e aperte o sinal de + no seu teclado (aperte - para diminuir).



 

Axl Logan

Livro III

Desperto

 

Capítulo 42 – Descobertas

 

Resumo do capítulo passado:

Axl finalmente encontra sua irmã e descobre tudo que aconteceu no tempo em que ela ficou desaparecida; a polícia fica sabendo sobre a morte de Troy após a organização criminosa dos Myers, a Irmandade, ter sido desmantelada; Isabella retorna à Sulani, para um trabalho de reforma na casa dos Hoapilis; Axl sai com a irmã e os dois se divertem; em seguida, o Dwayne e Haesel conhecem o apartamento em San Myshuno e o vocalista compra o local.

  

Continuação:


Axl contratou o serviço de aluguel de helicóptero executivo (muito utilizado por Isabella e pela família dela) e, assim, saiu discretamente de San Myshuno com Haesel; foram à casa de praia, onde a garota ficou encantada com o local e onde pegaram Buddy e Sushi. De lá, eles seguiram para a residência de Dona Elena, que não sabia ainda que sua neta estava bem e salva!

Primeiro ela ficou olhando-a, sem acreditar que a estava vendo ali na sua frente.

Então, as duas, ao mesmo tempo, se deram um longo abraço, felizes!

— Oh, pelo Grande Prisma! É você mesma, minha netinha!!!

— Sou eu, sim, vovó!!!

Axl tirou algumas fotos daquele momento inesquecível e as enviou ao Simzap de sua esposa, que ficou emocionada com aquele momento!


Depois, os três se sentaram para conversar, colocando o papo em dia; e o que mais tinham eram assuntos e curiosidades uns sobre os outros. Até que, não muito depois, Isabella chegou ali; ela tinha vindo da casa dos Hoapilis (ela trabalharia na reforma da residência deles).

Pois assim que sua esposa chegou, Axl aproveitou para ir tomar um banho, pois estava louco para trocar de roupa e tinha algumas ali na casa de sua avó.


Depois de fazer isso, ele se sentiu bem melhor!

Depois que os quatro jantaram, se reuniram para finalmente abrir a caixa que Kyra tinha mandado para Axl e, finalmente, conseguiram pegar a segunda parte do mapa que levava ao “tesouro” da falecida mãe do vocalista e de Haesel.


E decidiram que resolveriam aquele assunto na manhã do dia seguinte, depois que saíssem da delegacia com Haesel (que ainda precisava relatar tudo que tinha acontecido, e com mais detalhes, à polícia). Tudo combinado, se despediram de D. Elena e voltaram ao recém-comprado apartamento em San Myshuno.

 


Dia seguinte; manhã.

Oasis Springs.



Bem cedo, Elena pegou seu carro (o branco) e foi até San Myshuno, onde conheceu o novo apartamento, pegou os dois netos e, em seguida, se encontraram com o advogado da família Refaeli (Eric Guajardo), que os acompanhou no carro dele. Isabella não pôde seguir com eles (ela precisou ir à Britechester, resolver alguns assuntos de sua faculdade). Com Guajardo, os três foram até Magnolia Promenade, à delegacia, onde Haesel fez todo o relato de tudo que tinha acontecido quando estava com Troy. Eles não demoraram a serem liberados de lá e seguiram para Oasis Springs, onde se encontraram com o xerife daquela cidade, que os acompanharia durante aquela “visita”.

Uma vez naquela desértica cidade, estacionaram seus carros em frente a uma casa que ficava em um dos bairros mais simples dali. Tinham descoberto que aquela era uma das muitas pequenas propriedades que os Myers tinham e que alugavam e que, agora, pertenciam todas à Haesel, que as tinha herdado (já que Kyra, o marido, Troy e Melissa já não estavam mais vivos).

— Eu não tinha ideia de que minha mãe tinha tantas casas... — Haesel disse. — Espero que estejamos mesmo no lugar correto.

— Estamos sim, querida. O mapa indica esta casa. — Elena falou. 

O xerife que os acompanhava tinha chegado com sua pickup e com seu cachorro.

E Eric também foi para lá com os Dwaynes, pois haveria bastante coisa para ser resolvida se o “tesouro” de Kyra realmente estivesse naquele local.

 

 

Eric Guajardo*, famoso e rico advogado criminal (que tinha um escritório de advocacia que também trabalhava em várias outras áreas do Direito), era o marido do melhor amigo de Marit (mãe de Isabella): Diego Lobo, vice-diretor da Galeria de Arte dos Refaelis.

* Nota: Eric Guajardo aparece pela primeira vez no Capítulo 8 desta história, como advogado do deputado Victor Feng; depois, ele e seu marido aparecem juntos na Galeria, no Capítulo 23.


No geral, Eric trabalhava bastante em seu escritório em sua casa. No entanto, alguns casos, como os das pessoas mais próximas de sua família, ele preferia resolver pessoalmente. Ainda mais porque ele gostava demais de Isabella, que além de ser a filha da melhor amiga de seu marido, ainda tinha feito um excelente trabalho com a reforma no apartamento deles, com muita atenção a todas as exigências dos dois, e deixado o lugar do jeitinho que eles queriam! 

É que Eric e Diego tinham, algum tempo atrás, adotado um casal de irmãos gêmeos e, por isso, antes das crianças irem morar lá, decidiram fazer a reestruturação do lugar para receber seus filhos.

O lugar agora estava mais aberto e tinha mais espaço para as crianças.

E os dois eram pais maravilhosos! Todas as noites ajudavam as crianças com as lições de casa, conversavam com elas, brincavam, assistiam um pouco de TV. 


Tanto os Refaelis quanto os Dwaynes amavam os Guajardo-Lobos; eram amigos muito queridos!



Piper Smith era uma mãe solteira que trabalhava duro, todos os dias, para manter a si mesma e sua filha: a pequena Claire; o pai da menina só assumiu a garotinha depois da confirmação do teste de paternidade, através de DNA, e, depois disso, por ele não ganhar muito bem, pagava uma pensão muito pequena que mal dava para manter uma pessoa, quem diria uma criança pequena! Ele também não ligava para as duas e nem visitava a menina. Aquela casa, onde elas moravam já havia dois anos, era simples, mas era o cantinho delas. Havia poucos móveis no lugar e muitos reparos que precisavam ser feitos.

No entanto, havia três dias que Piper tinha perdido seu emprego em uma lanchonete local; e suas parcas economias já estavam acabando. Ela procurava trabalho diariamente, mas ainda não tinha sido contratada por nenhuma empresa e isso a afligia. Além disso, já havia seis meses que ela não conseguia pagar o aluguel da casa, então, quando a campainha tocou, ela imaginou que poderia ser alguém para cobrar o que ela devia.

Piper então se levantou, desanimada, e foi abrir a porta, preocupada.


Deu de cara com aquele grupo de pessoas desconhecidas; exceto o xerife local, que ela sabia quem era. 

— Desculpem... Posso ajudá-los? — Ela perguntou, um pouco tensa, sem entender toda aquela gente ali.

— Piper Smith, certo? — O xerife perguntou; já sabia o nome dela porque tinha perdido informações a uma pessoa, que vivia na vizinhança, sobre quem morava naquela casa. 

— Olha, se é sobre o aluguel atrasado seis meses, eu realmente não tenho como pagar, ok? Eu tenho uma bebê! Se vieram aqui para me despejar, tudo bem, ok? Eu só peço um tempo para eu arrumar as minhas coisas e as da minha filha e...

Axl colocou a mão na cabeça ao ouvir as palavras dela, já preocupado com a situação daquela mulher. Então, ele se apressou a dizer:

— Senhora, senhora,... Não, não. Não viemos aqui para despejá-la! De forma alguma!... Esta é minha irmã, Haesel, e ela é a proprietária desta casa onde a senhora mora... Nós só precisamos entrar e dar uma olhada no local, por isso trouxemos o xerife e nosso advogado. Mas eu prometo que isso nada tem a ver com a senhora ou com o aluguel desta casa, que pode considerar pago. 

— Sério?! — Ela ficou surpresa ao ouvir aquilo. — Mas então não vieram aqui para me colocar para fora?...

— Não, senhora. — O xerife falou. — Só precisamos averiguar uma parte da casa.

— Tudo bem então... — Ela disse, um pouco assustada com aquela situação inusitada; e os deixou entrar.

O grupo então seguiu direto na direção da sala, onde havia uma estante de livros construída diretamente na parede; ela já estava ali quando Piper alugou a casa e a mulher inclusive leu alguns dos livros. A pequena Claire, depois que todos a cumprimentaram também, ficou brincando com o cachorro.


— De acordo com o mapa, há um dispositivo aqui que vai abrir a porta secreta... — Axl disse.

— Acho que é ali, olha... — Haesel mostrou o lugar na estante e eles encontraram o lugar exato, que era muito bem escondido; apenas alguém que soubesse que ele existia poderia descobri-lo. 

Havia um painel com números e, como eles estavam de posse da enorme sequência, Elena leu a combinação, enquanto Axl apertava os botões. Então, a porta se abriu, revelando uma minúscula sala secreta que tinha uma escada que descia para o subterrâneo. 

O vocalista foi o primeiro a descer, escorregando pela longa escada.

E logo todos os outros o seguiram e ficaram estarrecidos com o que encontraram lá embaixo: uma quantidade gigantesca de Simoleons e barras de ouro, além de obras-primas caríssimas, que certamente valiam milhões!

Era impressionante!

— Olhem, eu não tenho nada a ver com isso, ok? Eu nem sabia da existência deste lugar aqui embaixo! — Piper se apressou a dizer, preocupada com a legalidade daquelas coisas ali.

Mas Eric logo a acalmou:

— Srt.ª Piper, nós sabemos. Mas sua vida acaba de mudar. Segundo as leis do Quarto Império, 30% do que está aqui pertence legalmente ao proprietário do imóvel, quando ele não está envolvido em qualquer meio ilegal que tenha resultado na fortuna encontrada.

— Mas eu não sou a dona do imóvel. — Ela disse.

— Mas eu sou a dona, Srt.ª Piper. — Haesel falou. — Nós pretendemos devolver tudo que foi roubado às pessoas prejudicadas pelos criminosos que juntaram tudo isso e não ficaremos com nada encontrado aqui. Os 30% ficarão com você e sua filha.

— Agora é só entrarmos e procurarmos a tal lista que Kyra disse que estaria aqui, para devolver tudo às vítimas dos Myers. — Axl sorriu, feliz.

— Vocês realmente acreditam que Kyra deixou uma lista aí? Aposto que não há lista nenhuma! — Elena falou.

E Axl mandou uma mensagem e fotos do lugar para Isabella, para que ela visse o que tinham encontrado. 

— Isso fará a diferença na vida de muitas pessoas. — Haesel sorriu.

E então eles entraram no local, após o xerife arrombar a tranca.

A quantidade de notas e barras de ouro ali era formidável! Mas Elena estava certa: não havia mesmo lista alguma; no fundo, Kyra esperava que a ambição dos filhos falasse mais alto e eles decidissem ficar com tudo aquilo. Mas ela não contava que nenhum deles tinha puxado a ela. Então, quando perceberam que não havia lista alguma, os dois irmãos já sabiam muito bem aonde tudo aquilo iria parar.

As primeiras pessoas que teriam suas vidas modificadas positivamente seriam Piper e sua filhinha Claire. A mulher estava sem acreditar naquele “milagre” que tinha acontecido em um momento tão complicado de sua vida; e ela agradeceu várias vezes à Haesel pela ajuda recebida. 

— Então, para onde irão as coisas aqui? — Elena perguntou.

E seu neto respondeu:

— Bem, vó, tirando os 30% da Piper, uma parte se tornará uma doação à prefeitura de Evergreen Harbor, que sofre com a poluição. Isso certamente ajudará a administração daquela cidade a colocar projetos de recuperação ambiental para frente.

— E o restante? — Elena questionou.

— O restante irá para as vítimas dos Myers e para Organizações e Ongs que enfrentam diferentes problemas para tornar o mundo melhor para todos. — Ele disse, feliz com a destinação de tudo aquilo.

Assim, passaram alguns dias resolvendo os assuntos referentes àquele assunto, catalogando tudo, entrando em contato com algumas das pessoas que receberiam parte daquilo que foi encontrado, etc. Pelo menos um pouco de justiça já estava sendo feita e um pouco de todo o mal causado por Kyra e pelos Myers estava sendo sanado.

 

 

Dias depois... 

O tempo foi passando e as coisas foram se encaixando na vida dos Dwaynes: após passar um tempo morando com o irmão, a cunhada, Buddy e Sushi, uma decisão tinha sido tomada por Haesel: ela foi morar com a avó; as duas tinham se dado muito bem e ela queria aproveitar ao máximo a presença de Elena em sua vida. 



A garota não deixava a avó cuidar de nenhum serviço doméstico na casa e fazia questão de ajudar o máximo que podia. 


A única coisa que Elena fazia questão absoluta de fazer eram as refeições; ela amava cozinhar, principalmente para sua neta! 


Além disso, mesmo quando a avó estava cozinhando, Haesel ficava perto dela, conversando, conversando e conversando! As duas estavam sempre batendo papo! 

E Elena estava muito feliz com a companhia! As duas saíam para nadar e mergulhar juntas.

Ou simplesmente ficavam curtindo o sol, após passar o protetor contra os raios solares. 


E enquanto Elena assistia a suas novelas, Haesel estudava; tinha entrado na faculdade e estava fazendo o curso de Medicina.

Ela também cuidava das roupas das duas, com muito gosto. Podia contratar alguém para cuidar da casa? Sim! Mas a garota não queria. Cuidar de sua avó e daquele local eram coisas que a faziam se sentir útil e feliz. 


Elena, por sua vez, aproveitava para ler bastante, feliz por ter a neta morando com ela e porque, em quase todos os finais de semana, Axl e Isabella, junto com Buddy e Sushi, as visitavam. E, quase no final da tarde, Haesel sempre se juntava à avó e as duas ficavam conversando na varanda da casa, vendo o mar. 


Aproveitavam bastante o tempo juntas e aquela bela paisagem. Mesmo porque, de segunda à sexta, à noite, Haesel sempre pegava seu carro e ia assistir a suas aulas na universidade. 

 


Newcrest. Semanas depois.

Outono.

 

Um dia, Isabella conversou com D. Elena e a fez concordar que já tinha passado da hora de elas contarem ao vocalista sobre a reunião que tinha ocorrido, com os membros da Nordic Lhama, quando ele esteve em Selvadora, poucos anos atrás. As duas sabiam que Axl estava mais forte (ele nunca parou de ir ao psicólogo e estava muito bem!), então elas sentiram que ele conseguiria lidar bem com aquelas informações.

Assim, em uma manhã chuvosa, as duas se juntaram e o levaram ao restaurante SolCaf, em Newcrest, onde contariam sobre a reunião que tinha acontecido em Brindleton Bay e sobre a decisão de Dave, do loiro Batera e de Gizella naquela época.



— Então, querido,... — D. Elena começou, após tomar um gole de seu suco de manga. — Primeiro quero que saiba que eu pedi à Isabella para não lhe contar nada, tudo bem?...

— Não me contar o quê? — Ele perguntou, apreensivo. 

— Quando você foi à Selvadora, atrás de sua mãe e de Haesel,... — Isabella disse. — D. Elena reuniu os membros da banda no restaurante Anchor Bay, mô... Estávamos eu, Dave, nosso loiro Batera e Gizella...

— E...? — Ele já não sabia se queria ouvir o que elas tinham a dizer, mas se forçou a ficar ali; a lembrança da perda trágica deles ainda doía demais nele.

— E o que aconteceu foi o seguinte... — D. Elena começou então a contar.



Dave tinha contado que seria pai; Sami, a ex-namorada dele, seria a mãe da criança; e foi naquele mesmo dia que Elena descobriu sobre a existência de Haesel.

Nota: esta cena da reunião deles aconteceu no Capítulo 28 desta história.

— Nonna, e essa cara aí, hein? A senhora chegou muito pra baixo... O que houve? — Dave perguntou.

— Bem, é que estou preocupada e bem tensa... Porque eu tenho uma proposta para vocês e preciso de respostas sinceras.

— Fala logo, Nonna. — O baixista pediu, ansioso.

— Ontem eu recebi o dinheiro da venda do meu terreno, onde eu e Axl moramos. Hoje, já tiro tudo dos trailers. Ficarei em uma pousada esses dias... Então, neste final de semana, viajaremos para Selvadorada, para vocês se apresentarem no museu-restaurante de lá e, depois disso, eu gostaria que todos nós nos mudássemos para Del Sol Valley, porque lá é o lugar para ficarmos se quisermos que a banda cresça. E então? Topam?

— E vamos morar todos juntos? — Isabella perguntou.

— Juntinhos! — Elena sorriu. — E então?...

— Não sei nem como dizer isso... — Dave baixou a cabeça. — Não posso largar a Samara grávida e ir atrás de um sonho. Não quando tenho algo certo nas mãos. Estou amando trabalhar como veterinário, vou ter um filho em breve,... Não posso largar tudo.

— No meu caso, eu preciso terminar meu curso e me formar para ser médico. — Batera, o loiro, disse. — Mas eu posso gravar a bateria quando necessário... Posso fazer isso pela net.

— E eu fui aprovada no exame de admissão para novos recrutas da Delegacia de Polícia do Quarto Império... — Gi disse. — Vou ter que focar nisso...

Elena olhou para cada um deles, pegou o menu e começou a folheá-lo, em silêncio. Então ela falou:

— Então é isso?... Vocês estão desistindo da Nordic Lhama? — Tentava não demonstrar o quanto estava decepcionada. — Depois de tudo que já fizemos? Depois de uma revista super conhecida ter lançado uma crítica incrível da banda? Quando vocês começam a despontar?

— Eu sinto muito, D. Elena... — Gizella disse. — Mas preciso de Simoleons para me manter. A verdade é essa: ninguém se alimenta de sonhos. — Ela teve o cuidado de falar de um jeito sério, mas não grosso.

— Eu vou pagar vocês, ok? — Elena falou. — Com os Simoleons que consegui, só precisamos focar em produzir músicas. O trabalho para a banda, eu conseguirei para vocês! Lá, eu tenho contatos.

— Nonna, desculpa. — Dave disse. — Mas não vou largar tudo para correr atrás de algo tão incerto.

— Também sinto muito, gente. — Gizella falou, muito séria. — Além disso, D. Elena, não é questão só de recebermos grana. Viver em Del Sol Valley é muito mais caro. A senhora realmente acha que o que conseguiu com aqueles trailers onde morava vai durar muito por lá?

— Pessoal,... Se a questão é dinheiro, o que não me falta é Simoleon... Posso bancar tudo para vocês lá. Sem problemas.

— Nem pensar. — Elena falou.

— Mas a grana é minha! — A loira disse, firme. — Posso gastar com o que eu quiser! Inclusive com vocês, com a banda, ora! Por que não? Por sinal, faz muuuuuuito tempo que falo isso, mas vocês ficam com bobagem de não aceitar minha ideia!

— Sua ideia é péssima. — Dave reclamou.

— Então minha ideia é péssima, mas acabar com a banda é uma ideia boa?

— Olha, gente, eu sinto muito e agradeço todos os momentos que passamos juntos, mas... Eu já me decidi. Vou seguir outro caminho e desejo todo sucesso a vocês. Obrigada por tudo e fiquem bem. — Gizella se levantou e saiu, sob os olhares tensos e surpresos de todos naquela mesa. Ela amava a banda, mas sua situação com Dave acabou lhe tirando o ânimo e a vontade de estar com eles na Nordic; e a verdade era essa, apesar de ela não admitir isso nem para si mesma.

— Então é isso... — Elena suspirou. — Mais alguém vai pular do barco?

— Eu não tenho mais como ficar ensaiando o tempo todo... — Batera disse, com um aperto no coração, porque também amava a banda. — Preciso estudar para as provas, preciso estar no hospital a maior parte do tempo... Mas, como eu disse, posso gravar a bateria, podemos criar novas músicas online... Só não dá para eu seguir esse ritmo alucinado de ensaios que estamos fazendo... Estou prejudicando meus estudos e, sério, o tempo passa... Não posso ficar arrastando meu curso...

— E eu já dei meus motivos. Não quero ser repetitivo... — Dave disse, sem olhar a avó.

— Tudo bem... Eu já entendi... Então, acho melhor eu ir também. A reunião está encerrada e a Nordic Lhama também. — Elena disse, sentida, levantando-se e saindo dali.

— Nonna! — Dave ainda a chamou, mas conhecia a avó o suficiente para saber que era melhor deixá-la quieta um pouco e, por isso, ele decidiu não segui-la.

— D. Elena! — Isabella levantou-se, indo atrás dela.


Em diferentes momentos, Isabella tentou dizer que os amigos, mortos em uma tragédia*, ficariam felizes se Axl retornasse com sua banda... No entanto, ele sempre se irritava com aquele assunto porque via a ideia de continuar com a Nordic Lhama como uma ofensa à memória daquelas pessoas que ele tanto amava, pois, até aquele momento, ele acreditava que os amigos jamais continuariam a banda sem ele; por isso, recebeu com choque aquela informação de que eles tinham desistido da banda quando ele estava em Selvadorada.

* Nota: eles morreram no Capítulo 29 desta história, em um massacre no bar Suco de Cascavel, em Oasis Springs, em um lote comercial que era uma área “livre de armas”. 

— Sinto muito, Axl, mas eles tinham outros planos, mô...

— Vocês deviam ter me contado...

— Eu tentei, mô, mas sempre que tocava no nome deles ou no nome da banda, você se chateava e, sinceramente, eu não queria te ver mal... 

— Você ainda estava muito fragilizado com a perda deles, querido... — Elena disse.

— E por que estão me contando agora, depois de tanto tempo?

— Porque você precisava saber e porque nós sabemos que você sente falta da banda. — Isabella disse.

Alguns minutos de silêncio na mesa, até que Axl disse:

— Sinto muito pelas vezes em que fui até grosso com vocês quando tentaram tocar no assunto...

— Está tudo bem, Axl. Nós sabemos o quanto isso ainda dói em você, mô.

— E espero que você entenda que, sim, eles tinham outros planos e não são piores por terem feito outras escolhas. Eles sempre amaram a Nordic Lhama e, principalmente, você, meu neto. Então, querido, sim, eles certamente ficariam felizes se o vissem voltar a fazer o que ama; pois eles também tinham escolhido fazer o que amavam. — Elena falou.

— Eu apenas preciso pensar sobre tudo isso que ouvi. — Ele disse, confuso. E o vocalista entendia o lado delas e o porquê de não terem lhe contado tudo aquilo antes; também entendia as escolhas que tinham sido feitas por Dave, Batera e Gizella. Ele só estava ainda um pouco perdido sobre o que ele realmente queria. Amava seu trabalho como ator; e sua carreira como cantor solo estava de vento em popa, mas era fato que sentia falta da Nordic Lhama. Já tinha pensado em fazer a banda voltar... Mas isso significava encontrar novos membros que tocassem com ele; será que era isso mesmo que Axl queria?... 

Ele teria muito no que pensar nos próximos dias...

 



Obrigada, amigo Simmer, por acompanhar minha história!

Se puder, deixe seu comentário abaixo! S2

Tenha um ótimo dia! :)

 

 

CRÉDITOS:

SIMS:

- Baixados da Galeria e, alguns, modificados.

LOCAIS:

- Minha Sulani:

* Cidade de Ohan’ali:

- Sulani Restaurant: original by frodo-synthesiis; minha versão: isarpgista;

- Sulani Bar Restaurant: by isarpgista;

- Praia de Ohan’ali: by isarpgista;

- Casa de D. Elena em Sulani: baseada no lote "Lagoon Beach Home", by Vrallice; minha versão: Sulani Beach House;

- Casa da família Kealoha: by isarpgista;

* Lani St. Taz:

- Sulani Club Gym & SPA: by isarpgista; original: "Sulani Social Club", by PixieMJ;

- Casa de Axl Logan e Isabella Refaeli em Sulani: baseada no lote Reefview Beach Villa, by LunaSimsYT. Minha versão: “The Dwaynes Beach House”, by isarpgista.

* Mua Pel’am:

- Praia de Mua Pel’am: original: "Sulani Beach Bar", by Ebtihal1; minha versão: “Sulani Mua Pel’am Beach”, by isarpgista;

- Restaurante Naufrágio do Almirante: “Sulani Ship Restaurant”, by isarpgista.

- Em Newcrest:

- Restaurante SolCaf: original by silrosse; minha versão em isarpgista;

- Em San Myshuno:

- Apartamento dos Guajardo-Lobos: by isarpgista;

- Aposento do Tesouro: Landgraab Treasure, by efeozturk.

OUTROS:

- Cabelos usados por Isabella:

Natalia Hair;

Meghan Hair;

Enrique Classic Hair.

- Cabelos usados por Haesel:

Clipped Back Hair;

Natalia Hair.

- Unhas das Mãos Pintadas, by Leh;

- Mod de notificações em Sulani: Mod by Scarlet;

- Alimentos e Bebidas:

Icemunmun;

Grannies Cookbook;

Cookbooks;

15 mini pizzas for restaurants (and home);

Pizza Recipes;

McDonalds Custom Food;

Outros Alimentos;

Bebidas Funcionais;

Japanese beverage vending machine;

Sushi;

Shakes de Fruta;

Food Texture (melhora a aparência dos alimentos do jogo).

- Mod (para ignorar os ingredientes requeridos para cozinhar algo):

No Required Ingredients, by Scarlet;

- Mod para retirar a distância embaçada no jogo: No Blur in Distance, por Scarlet.

ATENÇÃO: lembre-se de sempre atualizar seus mods quando houver atualização no jogo.

 

Obrigada a todos criadores!

Thank you to all creators!

 


6 comentários:

  1. Bem legal (:
    Pobre Axl, mas espero que agr ele siga o sonho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos torcer para que ele faça a melhor escolha para ele! :)
      Beijoooocas e obrigaaaada pelo comment, Deni! Saudades de ti! S2

      Excluir
  2. - Adorei o Simzap! haha, é muito bom ver a Haesel conhecendo a avó.

    - Gente que legal o xerife tem até cachorro, amei!

    - Ficou linda a decoração da casa do Diego Lobo!

    - Que linda a Claire brincando com o cachorro do xerife. Tadinha da Piper, legal que Axl pagou aluguel.

    - A Haesel é cara do Axl gente!

    - Nossaaaaaaaa fiquei boquiaberta com as barras de ouro! Gente é muito dinheiro! Que legal esse cenário!

    -Fiquei muito feliz pela Piper!! Agora ela e a filha terão um bom futuro.

    -Que legal! Eles vão doar para Evergreen Harbor.

    -Adorei a decisão deles com o dinheiro.

    -Poxa, legal que a Haesel ficou com a vó. A vida delas parece muito bom! E Haesel estudando para medicina! Que xique!

    -É triste ver a banda reunida de novo nas lembranças. Tadinho do Axl relembrar também, mas ele precisava saber.

    -Acho bom o Axl saber a verdade. Curiosa para ver se ele vai mesmo querer montar a banda de novo. Acho que pode ser interessante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiieeee, Jeeeess!!! :D
      Comentando: :D

      1- Foi bem legal, né? Rs... :D
      2- Sim, sim! Achei aquele doguinho tão cute! S2
      3- Ooowwwnnnn... Obrigadaaaaaaaa!!! \o/ :D S2
      4- Uma fofinha, né? E sim, sim! Axl gosta de ajudar! :)
      5- Né? Engraçado que são dois Sim bem diferentes e de criadores distintos também! :D
      6- Muuuuitos Simoleons, muuuito ouro, né? :D
      7- Com certeza! Piper já sofreu demais! Ela merece poder curtir a vida com mais tranquilidade agora. :)
      8- Sim, sim! Evergreen Harbor precisa de ajuda! Ainda bem que temos pessoas sérias cuidando de lá, como um certo mocinho mago que amamos! ;) :D
      9- Eu também! :) Vão ajudar muitas pessoas e lugares! S2
      10- Finalmente as coisas estão se acertando! :)
      11- Sim, sim... Eles foram muito importantes para ele e ainda são. Ele precisava saber da verdade. Ele já estava preparado para ouvir tudo aquilo... =//
      12- No próximo capítulo, com certeza saberemos!

      Jess, muito obrigada pelo comment! Amei muitoooooooooo!!! :D S2

      Excluir
  3. Oieeeeeee ! Comentando!!

    1- Curti o xerife hein! Pena que apareceu bem rápido kk
    2- Detalhe para o poster do casal Eric e Diego na sala, gente! XD
    3- CARACA QUANTO DINHEIEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEIROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO AAAAAHHHHHH
    4- Tadinha da Piper. Eu no lugar dela estaria desesperada, ia meter o pé correndo kk
    5- Aon gente, é tão bom quando aparecem pessoas bem intencionadas na nossa vida ne *-* NOTA DEZ o destino do dinheiro. Na verdade nota 9, onde fica euzinha aqui? kkkkkkkk
    6- Que dilema do Axl, tadinho =(( Espero que ele tente começar a banda, mas talvez ele mude sei lá. Tribute do Nordic Lhama, algo assim.

    AMEI O CAP *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiieeee, Niiiiiiiiih! :D
      Comentandoooo: :D

      1- Né? Huhauhauhuhauhaua... Também gostei dele! :D
      2- Aaaaaaaaaamo esses dois! Casalzão! S2
      3- Kyra juntou foi coisa, né? Pena que de forma ilegal. =//
      4- Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... Se ela tivesse corrido, não teria ficado rica depois! xD
      5- Huhauhuahuhauhuahua... AMEI o “Nota 9, onde fica euzinha?”. Huhauhauhuaua... Mas, sim, sim. Existem pessoas que são anjos em nossas vidas! S2 :)
      6- O Axl tá bem perdidinho, bem sem saber o que fazer... :( Mas certamente as pessoas que o amam vão ajudá-lo a tomar uma decisão. :)

      Niiiiiih, muito obrigadaaaaaaa pelo comment!!! Ameiiiiiiii muitoooooo!!! :D S2

      Excluir