quarta-feira, 15 de março de 2017

Tuto1 - P3 - Revisar Antes de Postar


TUTORIAL
Como Criar uma História Feita no The Sims e Colocá-la no Blogger

Dica: para uma melhor visualização (zoom), segure Ctrl e aperte o sinal de + no seu teclado (aperte - para diminuir).



PARTE 3 – Revisar Antes de Postar


Na parte 1 de nosso Tutorial, aprendemos como criar uma história. Na parte 2, aprendemos como colocá-la no Word1. Agora aprenderemos a revisar nosso trabalho.
Qual a importância da revisão? Ela permite o aprimoramento de seu texto. Quando fazemos uma segunda, terceira (ou até mais) leitura de nosso trabalho, temos a chance de melhorar o que foi escrito, modificar partes que podem não ter ficado tão bem explicadas, corrigir erros que passaram despercebidos.
Por isso, antes de postarmos nossa história, faremos uma revisão nela, observando pontos importantes e evitando erros comuns.
Mas lembre-se: tudo que está escrito abaixo é sugestão, não é lei. Utilize as ideias que você mais gostar e ignore as que não se enquadram no seu perfil. Abaixo eu apenas descrevo qual o meu procedimento de criação e revisão, esperando que algo possa lhe ser útil.

1 Nota: utilizo a versão Microsoft Office Professional Plus 2010.


Exemplo-Comentado
Erros mais Comuns
Guia de Revisão


Exemplo-Comentado


Utilizaremos o primeiro capítulo de “O Destino de Cassandra” como exemplo-comentado, como se estivesse ainda no arquivo do Word. Lembrando que a história abaixo não terá continuidade e serve como base deste tutorial.


Cassandra Caixão se muda para San Myshuno após ter sido abandonada no altar por Don Lotário. Acompanhe aqui sua história e seus novos problemas!

Aqui vemos o texto-chamada. Esse texto deve ser pequeno e um breve resumo do que o leitor pode esperar de sua história. No arquivo Word, RPL e RD ficam no Zero na régua (leia sobre isso na parte 2 deste tutorial, nas “Dicas Importantes” de “Crie e deixe aberta a pasta de sua história”). O texto é centralizado.

X

Aqui vemos a imagem “00”; a capa de nosso capítulo. Imagem centralizada, com RPL e RD em Zero na régua (isso é válido para todas as imagens usadas na história, no arquivo do Word, portanto, não repetirei mais essa informação). Em sua revisão, certifique-se de que todas as imagens estão assim e com o X abaixo delas.

O Destino de Cassandra
Parte 1 – O Recomeço

O título com letra diferenciada, maior, centralizado, com RPL e RD em Zero na régua. O nome do capítulo segue o mesmo padrão, mas com a letra que será usada em todo o texto, mas em tamanho maior.



San Myshuno.
No Distrito da Moda.
Apartamento Vista Zen 702.

No início da cena, informações que localizam o leitor: cidade, vizinhança, apartamento. Dependendo de cada história, pode haver mais ou menos informações.
RPL e RD em Zero na régua; texto justificado.

X

X

Cassandra Caixão1 estava pensativa naquele dia, olhando o evento da GeekCon ali da varanda. Ela dividia aquele apartamento com a amiga de infância: Maria José Bonevelho1, que, até se divorciar, atendia pelo nome de Maria José dos Encantos. Estavam morando juntas havia apenas dois meses.

1 Nota: Cassandra e Maria José são personagens dos jogos The Sims.

Note que, após cada x, há um espaço; se você começou assim, mantenha o padrão.
No texto, RPL está em 1,25 cm na régua e RD continua em Zero; texto justificado (fica mais bonito e organizado).
A Nota aparece com links para informações extras e com a Fonte em um tamanho menor. Na Nota, o RPL e o RD estão em Zero na régua; texto sempre justificado.

X

— E aí, Cassi? Lembra que dia é hoje, não é? — Maria José, ou apenas “Zezé” (como amigos íntimos a chamavam), perguntou, enquanto terminava de preparar os espetinhos para as duas.
— Lembro... — Ela respondeu como quem não queria falar sobre aquilo.
— Hoje é nosso dia de sair da deprê, amiga! Nosso dia de esquecer o que aqueles safados fizeram com a gente!

Nesta parte do texto, os diálogos começam. Observe o uso do travessão para iniciá-los e separá-los das ações dos personagens.
No texto, RPL está em 1,25 cm na régua e RD continua em Zero; texto justificado (fica mais bonito e organizado).
É permitido, no diálogo, utilizar expressões usadas na linguagem oral, como “deprê” no lugar de “depressão”.
Não cole as palavras no travessão. Use espaço entre eles. Veja abaixo:
Modelo: travessão / espaço / fala e pontuação / espaço / travessão / espaço / ação.

X

— Olha, eu bem que queria esquecer, mas não consigo, Zezé. — Só de se lembrar, Cassandra ficou com raiva. — Como que pode, hein? O sujeito me prometeu o céu, a terra, o ar que respira, daí, no dia do nosso casamento, pá! Me larga no altar!
— Pensa positivo: pelo menos você não chegou do trabalho mais cedo para pegá-lo na cama com sua empregada.
— Caramba, Zezé! Quem poderia imaginar que o Daniel faria isso contigo, né? Vocês eram tão apaixonados! O casamento de vocês foi tão lindo!...

X

— Cassi,... “Foi”. Passado, amiga. Agora só sinto alívio por estar solteira e por ter me livrado daquele traidor. — Zezé disse, bebendo um pouco, depois que as duas se sentaram para comer. — Mas o que me dá ódio mesmo é que ele não respeitou nem o fato de termos duas gêmeas adolescentes. Mas tudo bem. Passou, não quero falar sobre isso mais uma vez. Estamos parecendo dois papagaios de pirata remoendo nossos “causos” quase todo dia.
— Pelo menos você tem suas lindas meninas.
— Que estão felizes curtindo a vida na faculdade.
— Pelo menos isso, né?... – Cassandra disse, desanimada. — O Daniel pelo menos te deixou aquelas duas princesas. Já o Don só me deixou raiva, revolta e asco.

No diálogo acima, observe que a frase “Estamos parecendo dois papagaios de pirata remoendo nossos ‘causos’ quase todo dia.” dá a ideia de que as duas têm falado sempre sobre esses problemas que tiveram. Use esse tipo de técnica para explicar o porquê de personagens que vivem juntas, e já sabem dos problemas que têm, estarem repetindo uma conversa sobre um mesmo assunto, pois seria estranho elas estarem falando sobre coisas que já sabem apenas para que o escritor informe o que houve para o leitor. Caso não queira informar no diálogo, informe de maneira narrativa. Ex.: “Cassandra e Maria José tiveram decepções amorosas alguns meses atrás: a primeira foi abandonada no altar; a segunda pegou o marido com a empregada na cama.”. O diálogo é mais interessante porque mostra como elas se comunicam uma com a outra.

X

— Raiva, revolta, asco e a indenização brutal que ele te pagou, por danos morais, e que o deixou sem casa! — Zezé riu.
— Pois é. Mas eu já soube que ele está morando em um quartinho na casa da mãe das Caliente, em Oasis Springs, junto com as filhas dela.
— Está fuçando o FaSimbook dele? Não bloqueou aquele safado ainda?
— Não... — Cassandra suspirou. — Os dias passam e eu ainda fico pensando nos porquês... Em todas as mentiras...

X

— Já conversamos sobre isso, Cassi. Você acha que não me pergunto todos os dias o porquê de Daniel ter me traído daquela maneira?... Mas já se passaram seis meses desde que eles aprontaram conosco. Marcamos esta data para começar a dar a volta por cima. Você não pode amarelar nessa, amiga. Não vai me deixar na mão, né?

Utilize fotos com seus Sims bem expressivos! Isso deixa as cenas mais vivas.

X

— Zezé, você não tem nem moral para falar de mim. Olha aí! Você ainda está usando a aliança de casamento.
— Ok, ok. Você está certa. Mas eu me livrarei disso hoje, quando sairmos para curtir a night, como nos nossos bons tempos de adolescentes. Mas e então? Vamos aproveitar hoje e amanhã, que estamos de folga de nossos trabalhos, e vamos dar a volta por cima?...
— Que jeito, né?... Sei que não vai adiantar eu dizer “não”.



XX

Aqui vemos o Divisor de Cenas. RPL e RD em Zero na régua. Imagem centralizada e, abaixo dela, 2 X. Os 2 X nos indicarão se tratar da imagem do Divisor na postagem do Blogger.


Newcrest.
SPA Rhamado.


X

Cassandra e Zezé foram então a um SPA que era bastante recomendado em um famoso site sobre beleza.

X

Fizeram aula de Yoga.

X

Bem desajeitadas.

X

Receberam massagens relaxantes!

X

Cuidaram dos pés e das mãos.

X

Curtiram a sauna.

X

X

E, por fim, tomaram banhos com essências maravilhosas!
Agora sim elas estavam preparadas para curtir a primeira balada, das duas, depois de todos os acontecimentos ruins!

Observe que, mesmo com as duas usando a parte de cima da roupa nas imagens (bug no meu jogo), optei por utilizar o efeito de mosaico. Para isso, usei o PhotoScape.
Evite nudez explícita em suas histórias; evite cenas explícitas de sexo. O “dar a entender” é muito mais efetivo e mais elegante. A não ser, claro, que seu objetivo seja fazer uma história com conteúdo mais adulto (então poste sua história em grupos 18+). Seja responsável.



E lembre-se de que, no The Sims, o sexo é chamado de Oba-Oba. Os Sims somem dentro das camas, armários, etc. É o “dar a entender”. Então uma simples imagem, como a de cima, já é suficiente para que o leitor entenda que os personagens ficaram juntos.




XX


Boate Pan Europa, em Windenburg.
Naquela noite.

Aqui, novamente localizamos o leitor. É sempre importante fazer isso, mesmo que a localização seja descrita como: “em algum lugar de Oasis Springs,...”, por exemplo.

X

X

Cassandra e Maria José dançavam animadas ao som do DJ Vitrola.

X

— Cassi, vou pegar uns néctares pra gente, tá? Tô morrendo de sede, menina!
— Vai lá, amiga! Vou ficar aqui na pista te esperando. — Cassandra respondeu dançando.

X

X

E então Zezé deixou a amiga na pista.

X

O que ela não imaginou é que não voltaria tão cedo, já que começou uma paquera com o barman.

Tente sempre manter a lógica em suas cenas. Se não vai usar todos os personagens em uma confusão, mas um deles está no local, crie uma desculpa para a ausência temporária daquele Sim. No caso, Zezé acabou ficando pelo bar mesmo, de paquera com um carinha.

X

Enquanto isso, Don chegava ao local.

X

E já animado para dar em cima de uma gatinha.
Caramba! Olha as costas dessa morena! É hooooooooje!”, ele pensou.

Aqui vemos o pensamento de um dos personagens!
Para fazer o pensamento é bem simples: o pensamento abre um parágrafo, iniciado com aspas (e pode vir em itálico ou não): 

"Ai, lidar com adolescente é tão complicado!", pensou Laura.
Ou com itálico:
"Ai, lidar com adolescente é tão complicado!", pensou Laura.
Modelo: aspas / pensamento / pontuação / aspas / vírgula / espaço / pensou fulano.

Atenção aos seguintes detalhes:
- Pontue normalmente a frase dentro das aspas (é a afirmação, exclamação ou pergunta interna do personagem);
- Pontuada a frase, feche aspas e COLOQUE A VÍRGULA colada à aspa;
- Dê um espaço e escreva algo como “pensou fulano” ou “fulano pensou”, ou “fulano perguntou por telepatia”, ou “fulano se perguntava, olhando-o”, etc. Mas deixe claro ao leitor quem é o dono daquele pensamento.


X

Mas quando ele se aproximou e disse:
— Boa noite, gatinha!
E ela se virou, o susto dos dois foi enorme.
— Don?!! – Cassandra ficou extremamente surpresa ao ver o ex-noivo ali.

X

— Posso saber o que você está fazendo aqui?!! – Ele perguntou, irritado e enciumado ao vê-la tão linda. Então ele puxou o braço de Cassandra, tirando-a da pista.

X

— Me larga, ok?!! O que você pensa que está fazendo? – Ela se indignou com o jeito que ele estava tratando-a.

X

— Você sabe quantas vezes eu tentei entrar em contato com você desde aquele mal-entendido? Ligações, e-mails, fui a sua casa várias vezes, até descobrir que você, seu pai e seu irmão tinham se mudado para Willow Creek! — Ele disse, irritado.
— “Mal-entendido”? É como você chama ter me deixado plantada no altar?!! — Ela ficou abismada ao ouvir a versão dele sobre o ocorrido.

X

E, bem perto, dois amigos observavam a confusão... Um era o famoso Joaquim Le Chien, líder do Clube do Giro, um clube de dança bem famoso na área; o outro era Matthew Tyler, um empresário local, dono de um restaurante em Magnolia Promenade.
— Tá dando não, Chien. O cara arrastou a mina pra lá e está falando alto com ela. Vou me meter, man. — Ele falava já irritado.
— Olha, Matt, sei que não adianta eu dizer para você não se meter. Podemos chamar os seguranças da boate.
— Até lá ele já encostou a mão nela. Eu vou nessa, cara.
— Então estou indo pra pista, viu! Vai lá salvar a mocinha! — Joaquim sorriu.

X

— O que eu preciso fazer para você me perdoar, minha Cassizinha, meu bombom?! — Don agora pedia perdão; “Ela está muito gata para eu deixar pra lá! Fora que ficou com toda a minha grana praticamente!”, ele pensou.
— Não encosta em mim, ok? Eu não vou e nem quero te perdoar! E de você, eu só quero distância!

X

— Senhora, esse homem está lhe perturbando? — Matt já chegou todo sério e protetor.
— Cassi!!! – Don a olhou como que esperando que ela ficasse do lado dele.
— Esse homem é meu ex-noivo, me largou no altar e agora está me perturbando sim. O senhor pode me ajudar a tirá-lo de perto de mim?
— Eu não vou sair de perto dela! — E Don, alterado, já partiu para cima do rapaz.

X

A briga foi feia e os seguranças do local tiveram que intervir para separar os dois, que logo foram expulsos da boate.

Uma dica importante é você evitar baixaria em sua história. Claro que cenas de brigas, confusões e barracos podem acontecer, mas evite utilizar linguagem vulgar e o uso excessivo de palavrões. Com tantas histórias Sims (feitas com imagens ou vídeos) apelando para baixarias, torne a sua elegante e agradável de ler. Substitua palavrões por símbolos como $#@¨&*%. Ou, por exemplo, ao invés de seu personagem dizer “#@$% o chefe!”, ele poderia dizer: “Estou pirado com meu chefe!”, ou algo equivalente. Você pode também substituir os palavrões por palavras mais neutras, como: droga, porcaria, caramba, etc.

X

— Ótimo, man! Agora cai fora, já que conseguiu estragar a noite da gente! — Matt falava alto com Don, intimidando-o, enquanto os seguranças apenas observavam a discussão.

X

— Nossa conversa ainda não terminou, Cassandra. Esse babaca não vai estar o tempo todo do teu lado. — Don disse, olhando para ela.
— Vaza, cara!!! — Matt ordenou, irritado.

Até este ponto, o conflito foi apresentado ao leitor.
E, através de cenas separadas, também os personagens: inicialmente mostramos Cassandra (Cassi) e Maria José (Zezé). Depois, introduzimos Don na história e, logo em seguida, para ajudar Cassi, o empresário Matthew Tyler.
Colocar os personagens aos poucos é o melhor método para que o leitor se familiarize com eles.

X

E quando Don foi embora, Cassandra se aproximou do rapaz:
— Obrigada por ter me ajudado. Eu jamais poderia imaginar que ele teria essa reação ao me ver. — Ela disse, bem sem graça.
— A senhora precisa ficar atenta então. Não é bom andar sozinha e desarmada com um maluco desses no seu encalço.
— Você tem razão... Obrigada mesmo... Qual o seu nome?...

X

— Matthew Tyler, mas pode me chamar apenas de Matt. E o seu?...
— Cassandra Caixão, mas pode me chamar de Cassi.
— Prazer conhecê-la, apesar das circunstâncias. — Ele sorriu.
— Prazer conhecê-lo. — Ela disse, ainda tensa; então perguntou para ele: — Se importaria de ficar conversando um pouco comigo aqui fora até eu me acalmar mais?...
— Farei isso de muito bom grado. E não se preocupe! Se aquele babaca voltar, ele não perde por esperar: sou faixa preta em Simdô.

Outra dica sobre os diálogos é você relê-los para que perceba se aquilo poderia ser uma conversa real. Diálogos sem pé nem cabeça, confusos, podem estragar uma boa história.

X

E, durante todo aquele tempo, Zezé ainda estava tomando vários Néctares no bar. Amanheceu e ela nem viu o tempo passar, animada, conversando com novos “amigos”.

X

Já Cassandra e Matthew, depois de um bom tempo de conversa, trocaram seus números de celular antes de cada um seguir seu caminho: ele foi para casa; Cassi, antes de fazer isso, foi buscar a amiga que estava no clube.




XX


San Myshuno, na tarde daquele mesmo dia (domingo).
No apê de Cassi e Zezé.


X

Matt tinha acabado de mandar um sms para Cassandra; ele a convidava para jantar com ele naquela noite.

X

— Hmmm... Já vi que, pela cara, a noite rendeu um boy para uma de nós, hein! — Zezé se aproximou, sorrindo.
— Tá melhor, criatura? – Cassi riu.
— Nada. Desci para pegar um remédio para dor de cabeça. E estou tomando muita água para essa ressaca passar logo. Só dei uma passadinha aqui para ver se está tudo bem com você.
— Isso se chama consciência pesada por ter abandonado a amiga e ficado no bar.
— Mas quando que eu ia imaginar que o Don ia aparecer para te perturbar, hein? Jamais! Que loucura, amiga! Pelo menos o tal do bonitão te livrou dessa, né?
— E me chamou para jantar essa noite com ele. E claro que vou! — Cassi sorriu.
— Muito beeeem! É isso aí!
— E você vai deitar para ficar boa logo, louca!

Perceba que esse diálogo serviu para mostrar ao leitor que Cassi já contou sobre o que houve para Zezé. Talvez quando elas voltaram para casa? Talvez quando Zezé acordou? Isso não importa. O que importa é deixar claro que Zezé já tem a informação sobre a confusão com Don.
Outro ponto importante é: as ações sempre devem ter consequências. Se Zezé bebeu muito, fica mais real deixar claro que ela está de ressaca.
Tome sempre cuidado com as consequências das ações de seus personagens. Se eles agem do jeito que querem e nada acontece, você vai demonstrar uma desconexão do cenário com os personagens e isso pode desinteressar o leitor.

X

— Vou mesmo, viu! Divirta-se aí, mocinha! — Zezé sorriu e saiu; ela foi para seu quarto descansar, deixando Cassi aproveitar a jacuzzi e o delicioso ventinho refrescante.

https://www.youtube.com/watch?v=SU36zqItkFQ
Música de Cena: Roxette – Listen to your Heart

Você pode colocar uma música para que o leitor escute e “entre no clima” da cena. No arquivo de Word, coloque o link para o vídeo da música no Youtube. Embaixo do link, escreva “Música de Cena” e coloque o nome da banda e da canção. Por quê? Porque, caso o link depois fique indisponível, o leitor ainda poderá, pela identificação da música, procurar outro vídeo da mesma canção no Youtube.
RPL e RD em Zero na régua; texto centralizado; fonte menor do que a do texto.

X

E Cassi só pensava em Matt.

X

Imaginando que devia ter beijado o rapaz quando os dois ficaram conversando fora do clube.

X

Essa manhã não beijei o gato, mas hoje, dependendo da conversa, eu beijo!”, ela pensou, enquanto ia para seu quarto para trocar de roupa.

X

No entanto, no meio do caminho recebeu uma ligação que abalaria seu mundo:
— Senhorita Cassandra Caixão? – A voz da mulher era desconhecida e bem formal.
— Pois não? Sou eu.
— Aqui é da Clínica SimMed...


Continua...

Eis o final do capítulo. Alguma informação promete abalar o mundo de Cassandra. Que informação seria essa? O que vai acontecer? Essas (e muitas outras) perguntas poderão ser feitas pelos seus leitores.
Saiba terminar seu capítulo e deixe seus leitores sempre querendo saber mais. Depois, você poderá adicionar muitos outros conflitos a sua história; apenas tome cuidado com as armadilhas de histórias (leia sobre elas na parte 1 deste Tutorial).

ATENÇÃO: a história acima é um exemplo e não será continuada.


CRÉDITOS:
Sims, lotes, cômodos e outros conteúdos usados nesta história:

SIMS:
Cassandra Caixão: Sim do próprio jogo TS4;
Maria José Bonevelho: TS2 Pleasant Family, by Shellybeans2;
Don Lotário: Sim do próprio jogo TS4;
Matthew Tyler: Tyler Hobson, by Cayrees;

LOTES:
Andar 1 (cômodo) do apartamento de Cassi e Zezé: 702 ZenView 1st Floor, by simmingmommy;
Mc Donalds & Mc Café: by Melly20x;
Starbucks: by Simproved.

OUTROS:
Seguranças da Boate: Simguards.


E, finalmente, credite TUDO que você não criou (e até mesmo as coisas feitas por você, se assim desejar) e usou em sua história.
Isso é respeitar os criadores e ser educado.


Erros Mais Comuns

Claro que todos nós podemos cometer erros em nossa escrita. Mas quando você se propõe a ser um escritor, precisa sempre procurar seu aprimoramento. Confira algumas regras básicas abaixo e se familiarize com elas antes de começar sua revisão:

1) Leia sobre Pontuação AQUI: é importante saber usar o ponto, exclamação, interrogação, a vírgula, dois pontos, ponto e vírgula, reticências. É o que há de mais básico na arte de escrever. Leia, veja os exemplos e tente colocá-los em prática;

2) Cuidado com a coerência textual:

A) um texto não pode ter situações ou ideias que se contradizem entre si, ou seja, que quebrem a lógica;

B) evite a Tautologia: Tautologia é um vício de linguagem que consiste na repetição de alguma ideia, utilizando palavras diferentes. Um texto coerente precisa transmitir alguma informação, mas quando há repetição excessiva de palavras ou termos, o texto corre o risco de não conseguir transmitir a informação. Caso ele não construa uma informação ou mensagem completa, então ele será incoerente;

C) fique atento à Relevância: fragmentos de textos que falam de assuntos diferentes, e que não se relacionam entre si, acabam tornando o texto incoerente, mesmo que suas partes contenham certa coerência individual. Sendo assim, a representação de ideias ou fatos não relacionados entre si, fere o princípio da relevância e trazem incoerência ao texto.

3) Utilize a vírgula no aposto (ou os dois pontos, se for o caso). Não sabe o que é Aposto? Clique AQUI e aprenda;

4) O Vocativo geralmente é separado por vírgulas, mas pode aparecer também com um sinal de exclamação, interrogação, etc. Por favor, use a pontuação correta quando usar o Vocativo! Leia sobre o Vocativo AQUI;

5) Aprenda a usar as vírgulas; esse é o erro mais comum que tenho visto em textos. Aprenda sobre as vírgulas AQUI;

6) Leia sobre a Concordância Nominal e sobre a Concordância Verbal;

7) Apesar do nome ofensivo (“80 erros gramaticais que fazem você parecer um idiota”), sugiro que baixe esse infográfico, AQUI, e estude as informações que ele contém. É MUITO bom!


Se você se dispuser a estudar os pontos acima, pode ter a certeza que sua escrita melhorará MUITO e, assim, também a qualidade de seus textos.
Textos bem escritos seduzem os leitores. Lembre-se disso!


Guia de Revisão

Para fazer a revisão de sua história no Word, siga os passos:

1) Verifique se colocou X abaixo de cada imagem e 2X abaixo de cada Divisor de Cena;
2) Verifique se você colocou travessão (—; aperte Alt + 0151 para criar travessões no Word10) nas falas e deu espaço entre ele e o texto; não os deixe grudados;
3) Verifique se as imagens estão centralizadas com RPL e RD em Zero na régua (leia sobre o RPL e o RD na parte 2 deste tutorial, nas “Dicas Importantes”, em “Crie e deixe aberta a pasta de sua história”);
4) Verifique se os textos estão justificados, com RPL em 1,25 cm (ou em 1,5 cm) e RD em Zero na régua;
5) Verifique se o texto das notas está com a letra menor do que a do texto, se está justificado, se RPL e RD estão em Zero na régua;
6) Verifique se colocou tudo que utilizou nos Créditos (pelo menos as coisas de outros criadores-jogadores, se não quiser compartilhar suas produções);
7) Releia seu texto: evite informações demais, evite apresentações de muitos personagens ao mesmo tempo, evite as armadilhas de histórias (veja na parte 1 deste Tutorial), verifique se os diálogos estão reais, se eles têm lógica, se o leitor irá compreendê-los, evite palavrões;
8) Releia o texto em busca de erros gramaticais e ortográficos; se encontrar palavras repetidas no mesmo parágrafo, busque um sinônimo AQUI.



Pronto! Revisou sua história? Então agora sim o seu texto está pronto para ser colocado no seu Blogger! Aprenderemos a fazer isso na Parte 4 de nosso Tutorial! Sul-Sul!




Nenhum comentário:

Postar um comentário