sexta-feira, 31 de maio de 2019

Axl Logan - 35 - Psicopata


Essa é a história de um Sim chamado Axl Logan.
Acompanhe!

Dica: para uma melhor visualização (zoom), segure Ctrl e aperte o sinal de + no seu teclado (aperte - para diminuir).






Axl Logan
Livro III
Desperto

Capítulo 35 – Psicopata


Resumo do capítulo passado:
Axl conta tudo sobre a carta de Kyra a sua avó Elena; juntos, os dois fazem um plano, que colocam em prática três dias depois: esperam Troy sair de sua mansão e o vocalista, vestido de “Yeti, o Abominável Monstro das Neves”, entra na residência do ruivo; enquanto isso, em Windenburg, Haesel percebe a ação do irmão e consegue protegê-lo das câmeras de segurança; além disso, um novo capanga passa a fazer parte do time que mantém a garota Dwayne prisioneira.


Continuando...



Após ver as fotos de sua mãe e irmã nos porta-retratos na lareira, na sala, o vocalista precisou de alguns minutos para se recuperar da emoção que sentiu. E, após respirar fundo e colocar a cabeça no lugar, ele seguiu ao primeiro andar da casa. “Vamos lá, Axl!”, ele pensou, dizendo a si mesmo. “Foca na tua missão!”.


 
Chegando lá, foi em direção à primeira das três suítes que havia ali. E assustou-se ao ver, no lugar da cama, um caixão! “Ca$#&%*!!! Será que o cara dorme nisso aí?!!”, pensou, bem desconfortável.


Éeee... Tem gosto pra tudo, né?”. E então parou, ali da porta mesmo, só para dar uma olhada geral no lugar.



Viu que havia dois porta-retratos no quarto.




Aproximou-se do que estava mais distante primeiro e ficou encantado com a cena que viu: era sua irmã, sentada naquela mesma mesinha de piquenique em que ele esteve por horas, mais cedo. E ele não pôde deixar de sorrir ao vê-la. “Ela era linda!”, pensou. Então, pegou sua câmera novamente e bateu uma foto daquela imagem.




Em seguida, ele olhou a que estava perto do caixão. Era igual a uma que estava na lareira: Troy perto de Haesel; e Melissa ao fundo. “Por que duas fotos com minha irmã neste quarto?”, ele pensou, estranhando. E então ficou com medo de uma possibilidade que passou rapidamente em sua mente e que o levou a abrir o caixão de supetão: vazio, para seu alívio. Respirou realmente mais tranquilo ao confirmar que ela não estava lá. “É melhor eu sair daqui e procurar o quarto dela. Porque tenho certeza de que não é este daqui. Este deve ser o do Myers.”.



O vocalista então seguiu ao segundo quarto. Estava bem bagunçado. “Melhor eu olhar logo o terceiro aposento antes de tentar adivinhar qual era o lugar dela nesta casa.”. E assim ele fez, seguindo para o último cômodo.



Oooopa! Duas camas! Provavelmente uma dela e outra da irmã do cara.”, ele pensou, observando o local.



E viu caixas no chão.



Aproximou-se delas e notou, de cara, uma caixinha muito parecida com a que procurava. Mas, mexendo nela, não encontrou a carta dobradinha, como tinha encontrado na sua. Então, ficou na dúvida se realmente era a que ele buscava... “Talvez a Kyra não tenha escrito uma carta para Haesel, mas conversado com ela e lhe entregado a chave pessoalmente. Faria mais sentido, já que moravam juntas.”. Então ele tentou abrir a caixa, mas ainda estava trancada. “Cara, vou dar uma olhada geral neste quarto todo, para ver se encontro outra dessas ou a chave! Senão, será esta caixa daqui mesmo a que levarei!”, ele pensou, decidido. Então, olhou no guarda-roupa, nas gavetas das cômodas, em tudo, mas rapidamente e sem deixar nada fora do lugar. Mas, não, não encontrou mais nenhuma. Era apenas aquela. 



Então pegou a caixa de Haesel e colocou outra, parecidíssima, no lugar dela. “Pronto. Agora, o meu trabalho aqui está quase completo!”, ele pensou, saindo do quarto.



Ainda havia algo que ele precisava fazer, como parte do plano; e, para isso, ele teria tempo de sobra!




Mais tarde,...



Quando Troy chegou em casa e viu a arte em sua parede, enlouqueceu, completamente irado por saber que tinham entrado na casa dele e que os responsáveis pelas câmeras de segurança não tinham percebido aquela ação!
Então, colérico, tratou logo de ver se tinham levado alguma coisa de lá (apesar de que as coisas realmente importantes – e que pudessem incriminá-lo – ele não deixava por ali); e também mandou um de seus capangas conversar com os vizinhos para ver se alguém tinha visto algo estranho naquela madrugada, mas SEM comentar que entraram em sua residência.



E assim o homem fez; e, poucas horas depois, quase 11h da manhã, após muito andar, o sujeito entrou novamente na mansão e subiu para falar com seu chefe.



— E então? Descobriu algo? — O ruivo perguntou, de cara fechada.



— Então, Senhor... As câmeras de segurança da sorveteria não estão funcionando há duas semanas, porque eles começaram uma reforma por lá e a parte elétrica deles está com problemas ainda. Assim, eles não têm como nos ajudar. E a vizinhança é tão segura que os moradores nunca pensaram em solicitar à prefeitura que fossem colocadas câmeras nas ruas. — Então ele falou esta parte da informação conseguida meio sem graça: — Além disso, Senhor, um adolescente me disse que viu um “Yeti” pulando o muro do quintal e saindo daqui.
— Um “Yeti”? — Troy o olhou como quem ouvia um absurdo. — Que palhaçada é essa?



— Posso dar ordens aos nossos homens que procurem por alguém que tenha comprado uma fantasia de Yeti nas lojas recentemente, Senhor.



— Claro! Imagine nossos homens ouvindo que um cara disfarçado de YETI entrou na minha casa, não levou absolutamente NADA e pintou essa m$%#@ na minha parede!!! IMAGINOU?!! IMAGINOU A PIADA QUE EU VIRARIA?!! — Os olhos dele vermelhos.
O homem ficou calado, intimidado. Ele sabia que Myers estava certo. Se a Irmandade sonhasse com aquela situação, o ruivo viraria objeto de chacota por um longo tempo!



— Quem foram os homens responsáveis pelas nossas câmeras neste mês?
— Os irmãos Oliver e Bob; e Jasper e Carter, Senhor. Mas o Senhor eliminou Carter esses dias porque ele pareceu bem próximo da Ticiana. Daí, ontem, Walker começou a trabalhar no lugar dele. — O capanga mais próximo da porta respondeu.
— Hmmm... Ok. — O ruivo disse, pensativo. “Então o novato começa a trabalhar e uma coisa dessas acontece no mesmo dia? Estranho.”.



— E então, Senhor? Quais as ordens? — O que tinha chegado há pouco perguntou.
— Primeiro, se afastem, porque quero tirar uma foto desse absurdo aí. — Troy disse.



E assim ele fez, capturando a cena em seu celular, enquanto pensava: “Um castelo representando minha Organização. Um rei com escamas... Um peixe? E o que o peixe faz? O peixe nada! A mensagem é clara: eu sou um chefe fraco e que não faz nada para manter a Irmandade segura. Isso pode ter sido coisa de um dos meus homens, tentando enfraquecer meu poder. Ou pode ser uma jogada do tal Sr. Shade, com o intuito de me humilhar. Mas eu descobrirei. Assim que a mãe de Felipa retornar ao Quarto Império, eu a pagarei bem para descobrir quem fez isso e o porquê. E então o culpado vai me pagar muito caro por isso!”.


* Nota: O Sr. Shade é citado em alguns capítulos da história, como no Capítulo 5 e no Capítulo 17; e no Capítulo 29, a mãe de Felipa comenta que a família Refaeli é protegida por ele. Inicialmente o objetivo de Shade parecia ser apenas desmascarar o deputado Feng. Agora que Feng pagou por seus crimes, pouco se sabe sobre essa figura e seus objetivos atuais. Mas, pelo que parece, os vilões da história o conhecem bem.



Em seguida, Troy olhou para os dois homens ali e ordenou:
— Você, limpe a parede e depois coloque aquele quadro no lugar dessa pintura tosca aí. E você, venha comigo.



E enquanto um seguiu com ele para seu quarto,...



O outro começou a limpeza.



O ruivo então tirou algumas caixas de dentro do armário e falou:
— Tem umas cortinas aí dentro. Quero que as coloque nessa porta e nas janelas deste aposento. Não quero pensar que alguém pode estar observando meu espaço.
— Sim, Senhor.



E o homem deu início ao trabalho.



Enquanto Troy tirava o tapete do chão e o guardava.



Menos de uma hora depois, o serviço estava feito:
— Pronto, Senhor.



Troy então saiu do computador e olhou ao redor:
— Excelente.
— Senhor, e quanto à situação do “Yeti”? O que faremos?



— Então,... Você entende que não posso deixar que ninguém saiba sobre isso, certo? Como expliquei antes, eu viraria uma piada, correto?
— É, Senhor. Eu entendo. Foi uma grave falha de segurança e isso pode afetar sua imagem...
— Pois é exatamente por isso que eu, infelizmente, vou ter que fazer isso. — Troy então se aproximou com uma rapidez inexplicável do homem, tirando uma adaga da cintura e dando várias estocadas seguidas no estômago dele, enquanto apertava a cabeça do sujeito contra seu ombro, abafando seu grito (o que nem era tão necessário, já que o quarto tinha recebido um excelente isolamento acústico na recente reforma que o deixou naquele estilo “dark”), e rasgando o pescoço de seu capanga, bebendo seu sangue.





Quando se sentiu satisfeito, deixou o corpo ali e foi tomar um banho. “Preciso me lembrar de mandar reformar este banheiro. Odeio esta cor.”.



Depois, foi até sua próxima vítima:
— Muito bem! Agora sim esta casa está parecendo um local decente mais uma vez. — O ruivo sorriu. — Falou com mais alguém sobre o “Yeti” ou sobre o fato de terem entrado aqui?
— Não, Senhor. Estou no aguardo de suas ordens, Senhor.



— Eu e seu amigo tivemos uma ideia genial para pegar quem fez isso. — Ele mentiu, sorrindo. — Chega aqui para nós três conversamos sobre isso.
— Sim, Senhor. — E o homem então seguiu para a suíte de seu chefe, onde também encontrou seu fim.




À tarde, naquele mesmo dia,...





Troy chegou de surpresa na casa em Windenburg, com seus novos guarda-costas, e reuniu todos na sala.
— Jasper, você consegue descobrir se acessaram o sistema de nossas câmeras de vigilância nesta madrugada? — O ruivo o inquiriu.



Haesel gelou quando o ouviu perguntar isso.



— Eu não sou o melhor para fazer isso. — Jasper respondeu.
— E quem é bom nisso? Será que não temos um único sujeito competente nesta Organização?
— O Senhor matou nosso melhor Programador após ele fazer uma piada que considerou infeliz. — Jasper disse, em tom de explicação.
— Ah, tá. — Troy riu, lembrando-se do fato.
— Eu posso tentar, Senhor. — Walker disse.



— Você é o novato, certo?
O loiro assentiu.
— Então comece o trabalho.



— Sim, Senhor. — Ele então se sentou para fazer isso.
— Senhor Myers, permite-me fazer uma pergunta?
— Pergunte, Jasper.
— Bob e Oliver deveriam estar aqui desde as 10h. Aconteceu alguma coisa?



— Aconteceu, sim. Eles foram substituídos. — Troy o respondeu, fitando-o com tranquilidade. O que ele não contou foi que, bem antes de eliminar seus dois capangas, o ruivo deu a ordem para que o barco que levaria Bob e Oliver não partisse e o esperasse, já que ele iria para aquela ilha. No entanto, na embarcação, já seguindo para lá, Troy decidiu assassinar os dois irmãos, deixando quatro de seus homens para se livrar de todos os corpos.



— ... — E Jasper calou-se, suspeitando do que exatamente significava aquele “substituídos”. Ele sabia que algo não estava certo e já estava ficando nervoso.



— E você, meu anjo? — Troy foi em direção à Haesel e se sentou ao lado dela, com um sorriso no rosto. — Como está?



— Bem. — Ela respondeu, bem na dela e parecendo triste.
E ele ficou olhando-a, por alguns minutos, mexendo nos cabelos dela, perdido nos traços dela; depois, ligou a TV e colocou no noticiário da tarde.





Um tempo depois, Walker disse:
— Senhor, invadiram o sistema, sim. Agora estou tentando encontrar quem fez isso.



Agora eu tô ferrada!”, Haesel pensou, tentando não demonstrar o quanto estava tensa.




— E então? — Troy se aproximou dele, olhando o que ele fazia.



— Um vídeo desse homem chegando em sua casa foi enviado a um computador fora daqui... — Walker disse.
Epa! Isso não foi coisa minha!”, a garota pensou, confusa.



— Esse no vídeo é um político do Terceiro Império. Parece que alguém quer me prejudicar, visto que esse meu contato está envolvido em um escândalo de tráfico de drogas por lá. — O sujeito comprava esse material com o ruivo. — Mas voltemos ao assunto: os únicos responsáveis pelas câmeras eram Bob, Oliver, você e agora o novato.
— Ei, eu cheguei ontem, Senhor! E não toquei em nenhum computador ou outro dispositivo eletrônico do tipo! Essa moça pode confirmar. — Walker se defendeu.
Troy então olhou para Haesel, que disse, baixinho, assustada:
— É verdade.
— Sobra você, Jasper. Era sua responsabilidade perceber qualquer invasão no sistema. — Troy o olhou, sério.
— Eu não tenho nada a ver com isso, Senhor! — Ele disse, nervoso.
Troy riu, confiante:
— Nós dois sabemos que você tem. Agora seja homem e não me faça perder tempo.
Então Jasper mudou sua expressão, olhando-o com frieza; ele respirou fundo, como que criando coragem, e disse, com desprezo na voz:



— Quer saber?! Fiz isso mesmo! E não sou o único que não o vê como um bom líder! Seu pai Branson é quem sabia levar esta Organização! E sua hora cheg... — Ele então ia puxar um Raio Sim para acertar Troy, mas não teve nem tempo de fazer isso nem de concluir sua frase, pois um dos novos capangas do ruivo deu um tiro em sua mão, fazendo-o soltar a arma, e correu até ele; os dois ainda lutaram, mas Jasper se deu mal e o sujeito acabou dando-lhe um mata-leão e fazendo-o perder os sentidos.
— Levem-no ao iate. — Troy disse.





E seus homens fizeram isso, levando Jasper dali.



Haesel, assustada com a cena, não disse uma palavra, encolhida no sofá.



— Quanto a você, rapaz, sei que se encontra nesta casa desde ontem à noite. — O ruivo disse à Walker. — Mas vá para casa agora e descanse. Esteja aqui amanhã, no horário da noite. Colocarei três novos homens, mais confiáveis, aqui com você. Um ficará no seu turno, os outros dois, no lugar de Bob e Oliver.
— Mas, Senhor, quem cuidará das câmeras?
— Um homem que está em meu iate. Agora vá, rapaz.
— Sim, Senhor. Obrigado, Senhor.





Troy então se sentou ao lado de Haesel; e o rapaz desligou o computador. No entanto, quando ele já estava saindo, o ruivo pensou em algo e disse:
— Espere! Volte aqui. — E olhou para Haesel e disse: — Vá até ele.
— Como? — Ela não entendeu.



— Apenas faça o que eu estou mandando. — Ele disse, frio.



Ela se levantou, intimidada, e chegou perto de Walker.



O ruivo então os olhou, como que os analisando. Então, apontou para o loiro e disse:
— Dê um forte tapa no rosto dela. Mas não quero marcas.
A garota, diante daquela ordem, olhou para Troy com assombro, e tentou sair dali, mas o rapaz a segurou e logo ela sentiu seu rosto arder com a fortíssima bofetada que tomou.




— Agora, estrangule-a. — Troy ordenou.
E Walker, sem esboçar qualquer reação, segurou o pescoço dela com as duas mãos e começou a apertá-lo, levantando-a.



Ela tentava se soltar, mas não conseguia.



Quando ele finalmente a largou, ela tentou escapar dele.



— Manda ele parar, Troy!!! — Ela disse, com dificuldade, chorando.
— Bata mais. Mas foque nos braços e pernas. Não quero marcas no rosto do meu anjo. — O ruivo falou, impassível.



E Walker continuou espancando a garota, que não demorou a apagar.



— Muito bem. — Troy se levantou, batendo palmas. — Excelente trabalho. Agora pode deixá-la aí no chão e ir embora.




— Sim, Senhor. — O homem disse, friamente, saindo. Mas, por dentro, ele estava profundamente abalado com o que tinha acabado de acontecer. “Eu espero que um dia essa garota me perdoe. Mas se ele suspeitar de mim, ele me mata. E aí é que eu não vou poder ajudá-la mesmo!”.



Ele parece obediente.”, Troy pensou, olhando a guria no chão; o fato era que o ruivo nunca confiava totalmente em ninguém, mas procurava se cercar de pessoas que o obedecessem cegamente. “Por enquanto, esse vive.”, ele decidiu.







À noite, quando Haesel acordou, na cama do quarto de casal da residência, seu corpo todo doía; e Troy estava sentado ao seu lado, parecendo arrependido. Ela ficou calada durante longos minutos, até que ele disse:
— Eu sei que você acordou... Mas pode ficar calma. Você sabe que não vou machucá-la. Tirei seu chinelo, lhe coloquei meias e soltei seus cabelos. Nada além disso, apesar da tentação. — Ele sorriu, meio sem vontade. — Eu amo você, Hae.



— Me ama e mandou seu homem me bater e me esganar?! Isso é amor para você?
— Aquilo não teve a ver com nós dois. Eu precisava saber se deveria matá-lo ou não. Se ele teria pena de você ou não. Porque, se ele tivesse, o que o impediria de “tentar ajudá-la” futuramente? Só isso. Mas olhe pelo lado bom: por enquanto, ele vai ficar vivo.
— Você matou o Jasper?



— Não vou discutir assuntos de trabalho com você. Eu pedi uma pizza para nós dois. Vamos sentar e aproveitar esse tempo juntos, tudo bem? Comeremos juntos, assistiremos um filme... — Ele disse, apoiando seu corpo no dela.
— Saaaaaai!!! — Ela quase chorou, sentindo a dor dos machucados quando ele fez isso. — Seu peso tá me machucando! Eu tô toda doída! Eu não quero saber de pizza. Me deixa sozinha!
— Não dificulta as coisas, Hae. Meu dia não foi fácil.



Ela então nada respondeu, imóvel. E então ele pulou para a cama, abraçando-a fortemente e cheirando seus cabelos, enquanto ela se virava de costas para ele, com dificuldade.




— Lembra quando a gente dormia assim junto? Namorico de leve, escondido, para nossos pais não saberem. Você nunca contou nem para Melissa, né? Nem naquele diz em que tentei te beijar e você me deu aquele tapa na cara. — Ele riu.
E ela fechou os olhos, tentando não chorar ao pensar na garota:
— Eu e você não estávamos mais juntos fazia tempo. E não. Nunca contei à Mel, a sua irmã. Irmã essa que você matou. — Ela disse, sentindo raiva e dor. Então ela conseguiu se desvencilhar e se soltar dele, saindo da cama lentamente. Seus braços e pernas doíam muito; ela ainda não os tinha visto, mas estavam muito roxos dos hematomas.



— Lembre-se de como nós éramos, Hae. A gente brigava, discutia, mas era em mim que você achava segurança.
— Se ficamos três meses juntos foi muito, Troy.
— Para mim, foi o suficiente para eu saber que você é o único raio de luz na minha vida.
— E, para mim, foi o suficiente para eu ter a certeza de que você é um doente.
— Doente esse que você já amou.
— Não. O Troy pelo qual eu senti algo era uma mentira. Era uma máscara que você usava. Você é um louco; um psicopata. E eu te odeio, Troy. Eu te desprezo profundamente. Você nunca conseguirá mais do que isso de mim: ódio, nojo, menosprezo e meu medo.



— Tudo bem. Eu posso me contentar com seu medo. Pelo menos você sabe que TEM que me obedecer ou seu irmãozinho MORRE! Agora, faz o seguinte: se arruma. Vou te levar nesse restaurante que abriram aqui ao lado e vamos jantar lá, juntos. Desisti da pizza. Além disso, vai te fazer bem ver gente. Vou apenas te lembrar que, caso faça qualquer gracinha, pode dar adeus ao tal do Axl. ESCUTOU? — Ele estava novamente irritado.



— Escutei. — Ela respondeu, com raiva. E seguiu para seu quarto, onde se arrumaria, afinal, não tinha muita escolha.
Enquanto ele começava a pensar que talvez estivesse sendo muito paciente com ela.





Horas antes.
Pouco depois que Axl e Elena saíram da Mansão Myers.
Na casa dos Dwaynes, em Del Sol Valley.




Axl e sua avó chegaram em casa perto do amanhecer e debaixo de uma forte nevasca! A temperatura estava congelante! Por isso, os dois foram primeiro para seus quartos, para tomar um banho quente, colocar uma roupa quentinha e, só depois, se dirigiram à sala com as duas caixas nas mãos.



O vocalista imprimou as fotos que tirou na Mansão Myers e as colocou na parede, para sua avó vê-las melhor. E, em seguida, ele usou a chave dele e... abriu a caixa da irmã, onde realmente encontrou metade de um mapa. Metade essa que não era muito útil sem a outra parte que estava dentro da caixa dele.
Então os dois ficaram um pouco desapontados. Elena pegou alguns biscoitos e seu neto fez chocolate quente para os dois. E sem que parassem de conversar por um momento sequer!
— Eu não me canso de olhar estas fotos! Como Haesel era linda!... — Ela disse.



— Ela era uma princesa, não é, vó? — Ele sorriu. — Eu queria tanto que as coisas tivessem sido diferentes e ela estivesse conosco agora...



— Eu também, querido... Mas ainda estou muito bolada é com esse caixão e as fotos de sua irmã nesse quarto. Será que esse Troy tinha uma queda por ela? Talvez ela não tenha querido nada com ele e então ele aprontou com ela em Selvadorada?...



— Eu espero que não, vó. Só de pensar nisso, já sinto a raiva subindo.



— Pois vamos focar em outra coisa, ok? — Elena falou, indo até a mesa e sentando-se. — E, à propósito! Esqueci-me de te perguntar uma coisa: o que pintou na parede da casa de Troy?
— Um desenho que vi um dia desses na internet. Um rei-peixe e seu castelo. Achei bem legal. — Ele sorriu.
— Ele não vai entender nada! — Ela deu risada.
— A ideia é ele achar que foi só uma brincadeira de algum adolescente local. Imagina: um cara de Yeti entra na sua casa e faz uma pintura na parede! Imagina a cara dele se decidir contar isso à polícia! — Ele riu, sentando-se também. — Como nada foi roubado, imagino que ele apenas vá aumentar a segurança e deixar isso quieto. É o que eu faria. Porque seria ridículo um cara supostamente perigoso, como ele, ter tido a casa invadida por um “Yeti”, né, vó? — Ele riu.
— Com certeza!
E os dois riram mais. Nunca poderiam imaginar que, em algumas horas, Troy mataria pessoas por causa da ação deles. 



Então Elena deu mais uma olhada na metade do mapa que estava ali. Enrolou-o novamente, olhou para seu neto e disse:
— Mas voltando ao assunto, querido: sem a chave de Haesel, não conseguiremos abrir sua caixa e pegar a outra parte do mapa.
— Eu sei, vó. Precisamos de alguém que saiba mexer com explosivos e coisas eletrônicas para desarmar a bomba que a doida da Kyra colocou na minha caixa. Só assim poderemos abri-la e pegar a segunda parte dessa presepada que leva a tudo que Kyra roubou dos outros.



— A questão é que, no meio em que vivemos, não conhecemos pessoas que saibam como fazer isso. — Ela disse.
— Então não há muito que possamos fazer. No final das contas, foi meio inútil toda nossa ação para pegar essa caixa. — Ele suspirou, tomando um gole do chocolate. — E sair por aí atrás de alguém que saiba fazer isso pode ser um tiro no pé e atrair atenções indesejadas. — Ele falou, bem desanimado.



— Amor da vovó, claro que não foi inútil! É que nós resolvemos a primeira parte do problema, que era pegar a caixa de Haesel. Agora, tenha paciência e confie no Grande Prisma. Eu e você continuaremos seguindo com nossas vidas, mas de olho em alguém que, de repente, possa nos ajudar, tudo bem?...
— Tudo bem, vó. A senhora está certa. Eu vou tirar as fotos da parede, guardá-las e esconder as outras coisas. Não dá mesmo para ficar esperando que a solução para isso tudo bata na nossa porta.



E mal ele disse isso, alguém realmente bateu na porta!
— Ai, meu Grande Prisma! Quem será numa hora dessas?! — Elena sobressaltou-se.



— Vó, esconde as caixas e o mapa. Eu vou ver quem é, ok?
— Não abra a porta se for um estranho, querido.
— Pode deixar, vó.



Então ele seguiu para ver quem era.



Havia realmente um estranho na varanda.



— Pois não? Posso ajudá-lo?



— Acredito que possa, sim. Meu nome é Dornelles* e eu sei que você foi quem entrou na Mansão Myers nesta madrugada, e com a ajuda da sua avó. Então, eu posso chamar a polícia e vocês dois conversam com eles ou... você pode me convidar para entrar e talvez cheguemos a um acordo.

* Nota: Mitchel Dornelles apareceu pela primeira vez no Capítulo 28 desta história.











Obrigada, amigo Simmer, por acompanhar minha história!
Deixe seu comentário abaixo! S2
Tenha um ótimo dia! :)



CRÉDITOS:

SIMS:
- Baixados da Galeria e, alguns, modificados.


LOCAIS:
- Vizinhança Parque da Miragem, em Del Sol Valley:
Casa dos Dwaynes: Del Sol “Starter”, by laurenmr24; minha versão não está disponível.
Casa de Venessa: by isarpgista;
Lote Círculo Interno (renovado): by isarpgista.

- Vizinhança de Willow Creek (onde mora a família Caixão):
Residência dos Myers (Umbrage Manor): by isarpgista;
Mansão da Família Caixão (renovada): by isarpgista;
Sorveteria (V2; ao lado da Mansão Myers): lote modificado por isarpgista (original: "The scoop, Cream & Cake", by laurenalycev).

- Casa de Praia na Ilha: “Modern Beach House”, by Dranora; minha versão, que modifiquei um pouco, encontra-se aqui;



OUTROS:
- Cabelos usados por Haesel:
Meghan Hair, by Renorasims;
Daisy Hair (na foto do porta-retrato);
Melodius Hair (na cama).
- Cabelo usado por Melissa (na foto do porta-retrato):
- POSES:


Obrigada a todos criadores!
Thank you to all creators!


8 comentários:

  1. Weeeeeeee capítulo novooo

    1. Que lindinha a irmã do Axl no porta retrato!
    2. Eitaaa um caixaooo. Será que ele é um vamp??? Olha, Eu tô faz capítulos já achando isso!!!
    3. Nossa essa foto do Troy com a Haesel da medoo. Ele tem uma cara de que vai matar alguém (mesmo sorrindo)
    4. Nossa! Espero que não peguem o Axl
    5. Não entendi pq ele fez o desenho
    6. Essa teoria DO Troy é bem doida
    7. Olhos vermelhos quando está furioso!!! Aí aí
    8. Genteee Eu tava certa!!! O ruivo desgraçado é um vampiro!!!
    9. Esse Troy é um demônio
    10. Genteeerr tem que ser alguém poderoso para parar esse Troy! Axl não tem chance sozinho :/
    11. Putz Jasper!!!
    12. Pobrezinha da Haesel
    13. Que cena é essa? Que horror! O cara batendo na Haesel. Como assim??? Tadinha, olha o tamanho desse infeliz batendo na guria!
    14. Que raiva desse Troy! Ele e esse capanga loiro devem morrer
    15. "Você sabe que não vou machuca-la" ah não!!! Só a mantém em cativeiro, ameaça o irmão dela e manda um fdp espancar a guria com risco de morrer
    16. Eitaaa e o desgraçado ainda põe o peso em cima da guria
    17. MORREEEEEEE TROYYYYY
    18. olha tomara que a Heasel descubra algo e mate ele! Ah, pq quem tem que acabar com esse fdp é ela mesma
    19. Dornelles é o cara que levou um tiro na mão de um raio sim? Opaaa
    20. Tomara que Axl e dona elena consigam desvendar tudo isso.


    Ameiii o capítulooooo. Arrasou, Sally!!!

    Adorei as poses, as fotos, as cenas,.... tudoooo.
    Beijoooooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obaaaaaaaa!!! Respondendooooo: :D

      1. Ela é muito linda mesmo, né? :D
      2. Ele atende todos os requisitos para ser um! :)
      3. É verdade, Maaaaah! Troy tem cara de psicopata mesmo! :D
      4. Axl precisou ser bem cuidadoso!
      5. O Axl explicou à avó dele nesta parte:
      “ — A ideia é ele achar que foi só uma brincadeira de algum adolescente local. Imagina: um cara de Yeti entra na sua casa e faz uma pintura na parede! Imagina a cara dele se decidir contar isso à polícia! — Ele riu, sentando-se também. — Como nada foi roubado, imagino que ele apenas vá aumentar a segurança e deixar isso quieto. É o que eu faria. Porque seria ridículo um cara supostamente perigoso, como ele, ter tido a casa invadida por um “Yeti”, né, vó? — Ele riu.” Então, a pintura foi para parecer que era apenas um caso de vandalismo.
      6. Mas ele é mesmo bem doido! O sujeito com certeza tem um parafuso a menos!
      7. Né? Bem estraaaaaanho! ;) :)
      8. Muitos dizem que ele é, sim! :)
      9. Não podemos negar que a personalidade dele é realmente diabólica. O.o
      10. Com certeza ele precisará de ajuda.
      11. Jasper foi bem louco em se colocar contra Troy abertamente; mas ele chegou ao seu limite.
      12. Ela está em uma situação bem perigosa.
      13. Né? Um absuuuurdo!
      14. Troy é um sujeito realmente mau. Mas Walker não tinha muita escolha: ou ele fazia o que lhe era ordenado ou ele seria o próximo assassinato na lista do ruivo. :(
      15. Exatamente!
      16. Ele nem se importa com isso. Dá raiva mesmo!
      17. Faço coro também!
      18. Seria muito show se ela conseguisse acabar com ele! Seria difícil e ela teria que ser bem esperta. O sujeito é forte, poderoso e está sempre com seus capangas.
      19. Dornelles não é o Jasper. Dornelles aparece no capítulo indicado.
      20. Eles precisam descobrir tudo meeeeeeeesmo! :)

      Obrigadaaaaaa pelos comments, Maaaaaaaah!!!
      Ameiii muitooooo!!! Beijocas, sua linda! :D S2

      Excluir
  2. Aos comentários:

    1- " Após ver as fotos de sua mãe e irmã nos porta-retratos na lareira, na sala, o vocalista precisou de alguns minutos para se recuperar da emoção que sentiu." Imagina quando souber que a irmã tá viva!

    2- Acho que tá chegando a revelação da existencia dos vampiros na historia Axl logan.

    3- “Por que duas fotos com minha irmã neste quarto?” Porque o dono do quarto é um psicopata?

    4- Axl ainda tirou a maior onda fazendo aquela pintura!

    5- "Claro! Imagine nossos homens ouvindo que um cara disfarçado de YETI entrou na minha casa, não levou absolutamente NADA e pintou essa m$%#@ na minha parede!!! IMAGINOU?!! IMAGINOU A PIADA QUE EU VIRARIA?!! — Os olhos dele vermelhos." O CARA TÁ PISTOLA!

    6- Passou longe maluco! Sr. Shade (O caviar) não fez nada dessa vez.

    7- CARALHOOO!!! O Cara mata sem pensar duas vezes! Esse é perigoso de mais pra ficar solto por ai!

    8- Jasper seu TAPADO! Não se confronta assim o cara que você quer derrubar!

    9- Acho que Walker tá envolvido com o Sr. Shade.

    10- coitada da Hae.

    11- Oq esse cara quer com Axl? Lá vem problema!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiiiieee, Tatsu!!! :D
      Respondendo: :)

      1- Né? Com certeza ficará super emocionado! :)
      2- Ou talvez fique tudo bem implícito! Apesar dos sinais estarem bem claros. :)
      3- Né? Mas Axl ainda não sabe que Troy é um louco. :(
      4- Não foi? Kkkkkkkkkkkk... Mas tudo para que parecesse um caso de vandalismo. :)
      5- Sim, sim! Ele ficou MUITO brabo com isso!
      6- O Sr. Shade aparentemente está quieto. Logo saberemos mais sobre ele. :)
      7- Com certeza! Ele é realmente um psicopata.
      8- Jasper tinha chegado ao seu limite e não pensou muito ao confrontar, daquela forma, alguém perigoso como Troy.
      9- Será que Walker estava falando com o Sr. Shade ao celular naquele dia? ;) :)
      10- Sim, sim. Sobrou até para ela. :(
      11- Essa é uma ótima pergunta e veremos a continuação da cena em breve, no próximo capítulo! :)

      Muito obrigada pelos comments, Tatsu!
      Ameiii muitooooo! Valew!!! :D

      Excluir
  3. 1 - AHAHA Axl muito afrontoso pintando a parede do Troy! Achei muito fofo ele vendo a irmã nas fotos.

    2- Eita Troy ficou bravo! Caraca ele bebeu sangue do moço!!! Vampirooo!!

    3 -Genteee esse Troy é muito malvado e perigoso!!! Tadinha da Haesel encolhida.

    4- Caraca ele mandou baterem na Haesael, coitada gente. Esse cara é muito mal, e o Walker como teve coragem?! Mas eu entendo o Walker, ele precisou fazer isso =/ se nao seria os dois mortos né.

    5 -Nossa que horror o Troy perto dela, tadinha, deve ter sido agoniante!! Ficar com um cara ruim desses te abraçando.

    6 - Caraca bateu o tal do Dornelles ali! O cara tá cheio de cicatrizes! Tomara que sirva de ajuda ao Axl!! Torcendo por eles!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiieee, Jeeeeeess!!! :D Respondendo: :D

      1. Kkkkkkkkkk... Afrontosíssimo, né? xD E ele ficou mesmo bem emocionado em vê-la nas fotos! :)
      2. Troy é realmente beeeeeeeee maligno!
      3. Sim, sim! Ele é perigosíssimo!
      4. Sim, Jess! Se ele não fizesse isso, ele seria morto com toda certeza! E Walker sabia disso. :(
      5. Haesel precisa fazer algo para se livrar dessa situação.
      6. Tomara que dê tudo certo! :D

      Muito obrigada pelos comments, Jess!!! Amei muitooooooo!!! :D S2

      Excluir
  4. legal, capítulo da invasão do Yeti!!! vejamos...

    1- queria comentar que a foto do porta retrato da Haesel no lago é muito linda e delicada.
    2- Tadinho do AXl, teve uma irmã esse tempo todo e a primeira vez ele vê só por foto =[
    3-, acho que nunca pensei em ver um Yeti pintando a paredede uma mansão @.@
    kkk pior, que olha a pintura que debochada!!
    4- gente o Troy tá cada vez pior, muito mau ele o.o ele é muito frio
    5- tadinha da Haesel presenciar isso tudo e ainda apanhar depois =( o Troy é perverso
    6- amei o detalhe do chocolate quente na mesa, é do jogo ou cc? deu um toque!

    7- OMG!!! E agora? Como o Dorneles sabe de tudo?? =O


    ESSE CAPÍTULO FOI TENSO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiiieeeeeee, Niiiiiih! :D
      Respondendo: :D

      1. Fique mega feliz que vc achou a foto da Haesel, no lago, linda e delicada. Eu absolutamente aaaaaaaamo aquela foto! :D S2
      2. Sim... Infelizmente ele a conheceu apenas assim... Uma pena a Kyra não ter deixado os irmãos se conhecerem antes, né? :(
      3. Kkkkkkkkkkkkkkk... No final das contas o plano do Axl fez sentido: o Troy perderia muita moral com a organização dele se soubessem que um “Yeti” invadiu a casa dele e pintou a parede da mansão! xD E a pintura foi mesmo afrontosa! xD Rs...
      4. O Troy é realmente um monstro. Ele é maligno.
      5. Ela é mais uma vítima dele. Ele realmente não presta.
      6. O chocolate é CC! O link para baixá-lo está nos créditos, no final do capítulo! :D
      7. No próximo capítulo o Dornelles explica bastante coisa! :D

      Muito obrigada pelo comment, Niiiiih!
      Beijooooooo!!! :D

      Excluir